Diretoria Científica 

A Diretoria Científica desenvolverá iniciativas de articulação entre escolas, professores, pesquisadores, gestores e técnicos oferecendo um ambiente virtual para registro de experiências de ensino remoto a fim de submetê-los à auditoria pedagógica para que se transformem em conhecimento da educação básica híbrida a ser divulgado entre os associados . Inclui-se entre elas a criação de uma revista de divulgação científica, fóruns de discussão, apoio a cursos de formação, promoção de eventos científicos e parcerias com instituições para promoção de projetos de pesquisa que fortaleçam a educação básica híbrida. Promoverá espaços virtuais para criação de uma rede colaborativa de professores buscando assegurar uma movimentação ativa entre os associados.


Lino Macedo


Conselheiros

André Argollo

Professor Livre Docente da Universidade Estadual de Campinas. Professor do Programa de Pós- graduação em Ensino e História de Ciências da Terra (Unicamp), Coordenador do CEPED- SP/Unicamp (Centro de Estudos e Pesquisas em Desatres). Autor do livro “Arquitetura do Café” (Prêmio Jabuti’2005), criador do canal “Arquitetura do Café” (YouTube / Facebook e Instagram / Telegram). Doutor em Arquitetura e Urbanismo, Mestre em Engenharia Agrícola. Possui graduação em Engenharia Civil, e em Arquitetura e Urbanismo.

Celso Dal Ré Carneiro

Geólogo (1972), mestre (1977) e doutor (1984) pelo Instituto de Geociências USP e Livre Docente pelo Instituto de Geociências da Unicamp (2010). É membro Associado da Academia Brasileira de Ciências (1995). Recebeu da Sociedade Brasileira de Geologia os prêmios Martelo de Prata (1982) e Medalha de Ouro Henry Gorceix (2008). Foi professor do IG-USP e pesquisador do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT). Desde 1986 é docente do Instituto de Geociências da Unicamp; aposentou-se em 2017 como professor associado II; Vem colaborando com o programa de Pós-Graduação em Ensino e Historia de Ciências da Terra, que coordenou entre 2013-2017.

Eli Vagner Francisco Rodrigues

Pós Doutorado na Johannes Gutenberg Universität – Mainz/Frankfurt – Alemanha, 2018-2019, Professor do Programa de Pós-Graduação em Docência para a Educação Básica da Faculdade de Ciências da UNESP, do Departamento de Ciências Humanas da FAAC – UNESP). Professor de Filosofia e Filosofia da Educação da UNIVESP – Universidade Virtual do Estado de São Paulo – 2020. Doutorado em Filosofia UNICAMP – FAPESP (2008), Mestrado em Filosofia UNICAMP – FAPESP (1999), Bacharel em Filosofia (1995) pela UNICAMP.

Enio Candotti

Nascido em Roma – em 1942, naturalizado brasileiro em 1983. Físico, formado bacharel pela USP em 1964, entre 1965 e 1973 realizou estágios de pesquisa em física teórica em Pisa, Munchen, Nápoles e Milão. Lecionou física entre 1974 e 2016 nas Universidades Federais do Rio de janeiro, do Espirito Santo, do Amazonas e da Estadual do Amazonas. Presidiu a SBPC de 1989 a 1993 e de 2003 a 2007. Participou em 1982 da criação da revista de divulgação científica Ciência Hoje e em 1986 de Ciência Hoje das Crianças e em 1988 de Ciencia Hoy ( Argentina ). Desde 2009 é diretor do Museu da Amazônia em Manaus AM. Interesses atuais em:: arqueologia, paleontologia, botânica, antropologia, educação em ciências, arte e popularização da ciência.

Ismar Carvalho

Graduado em Geologia (1984) pela Universidade de Coimbra. Mestre (1989) e Doutor (1993) em Geologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Pós-Doutorado (1999) pela Universidade Estadual Paulista (UNESP, Rio Claro). Professor titular do Departamento de Geologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Pesquisador 1 A do CNPq e participante do programa Cientista do Nosso Estado da FAPERJ. Atua na área da paleontologia estratigráfica.

José Armando Valente

Livre Docente pela Universidade Estadual de Campinas – UNICAMP, Doutor pelo Massachusetts Institute of Technology – MIT. Pesquisador colaborador do Núcleo de Informática Aplicada à Educação (NIED) da UNICAMP. Temas de interesse: ambientes de aprendizagem baseados no uso de tecnologias digitais, metodologias ativas no ensino, e educação maker.

Maria Cristina Motta de Toledo

Docente da Universidade de São Paulo, no Instituto de Geociências (IGc), de 1982 a 2006, e na Escola de Artes, Ciências e Humanidades (EACH), de 2006 a 2018. Graduação em Geologia (1977), Mestrado (1981), Doutorado (1986) e Livre-Docência (1999) pelo IGc da USP. Obteve o título de Professor Titular da USP pela EACH em 2009. Foi Diretora da Escola de Artes, Ciências e Humanidades da USP (de 2014 a 2018). Trabalha pela valorização das Geociências e seu papel na Educação.

Paulo Cesar Boggiani

Paulo César Boggiani possui graduação em Geologia pelo Instituto de Geociências da Universidade de São Paulo (1984), mestrado em Geociências (Geologia Sedimentar) pela Universidade de São Paulo (1990) e doutorado em Geociências (Geologia Sedimentar) pela Universidade de São Paulo (1998). Foi coordenador do primeiro curso de formação de guias de turismo em Bonito, em 1993, e coordenador do curso de Licenciatura em Geociências e Educação Ambiental (de 2006 a 2010)

Pedro Marques

Professor de Literatura Brasileira da EFLCH-UNIFESP. Doutor em Teoria e História Literária, IEL- UNICAMP. Pós-doutor em Culturas e Identidades Brasileiras, IEB-USP. Gestão em ensino superior presencial e a distância. Estudo, crítica, composição e apreciação de poesia e música. Publicações: Antologia da Poesia Parnasiana Brasileira (2007), Manuel Bandeira e a Música (2008), Clusters (2010), Olegário Mariano – Série Essencial da ABL (2012), A Formação Docente Interdisciplinar (2013) e Cena Absurdo (2016).

Rachel Meneguello

Professora Titular do Departamento de Ciência Política da Universidade Estadual de Campinas. Doutora em Ciências Sociais e Pesquisadora 1B do CNPq. Foi Membro do CA/Ciência Política_CNPQ (2011-2014 e 2017-2020); Membro do Comitê de Avaliação CAPES da área de Ciência Política e Relações Internacionais(2005-2007/ 2008-2009). Exerceu o cargo de Pró-Reitora de Pós-Graduação da UNICAMP (2014-2017). Atualmente é Representante dos Editores de Ciências Humanas no Comitê Consultivo do SciELO_Brasil (2019-2021).

Rosely Aparecida Liguori Imbernon

Graduação em Engenharia Química pela Universidade de Mogi das Cruzes (1986), Mestrado e Doutorado em Geociências (Geoquímica e Geotectônica-1993 e 1998) pela Universidade de São Paulo (1998), e Livre Docência em Ensino de Geociências pela Universidade de São Paulo (2012). Professor Associado MS-5 Nível 2 da Escola de Artes, Ciências e Humanidades – EACH da Universidade de São Paulo. Áreas de Pesquisa em Geociências, com ênfase educação científica e ensino/educação em geociências. Programa de Pós Graduação em Ensino e História de Ciências da Terra

Rualdo Menegat

Professor do IGeo/UFRGS, geólogo, Doutor em Ciências (UFRGS), Doutor Honoris Causa (UPAB, Peru). Vice-Presidente científico do Foro Latino-Americano de Ciências Ambientais / Cátedra UNESCO-Unitwin, Membro Honorário do Fórum Nacional dos Cursos de Geologia, Presidente da Sessão Brasileira da International Association for Geoethics. Co-líder do Projeto Geologia e Sociedade do Programa Internacional de Geociências da UNESCO (IGCP-UNESCO-IUGS), Professor visitante do PPG em Desenvolvimento Sustentável da UNLA (Argentina), Membro do GT Sustentabilidade da Convenção Our World Heritage da Unesco.

Samuel Rocha de Oliveira

Bacharel (1983) e mestre (1986) em Física pela Universidade de Brasília e Ph.D. in Physics (1992) pela University Of Texas at Austin. Professor Livre Docente da Universidade Estadual de Campinas no departamento de Matemática Aplicada desde 1996. Pesquisa em Física-Matemática, em buracos negros, relatividade numérica e equações diferenciais parciais. Pesquisa em Educação Matemática em recursos didáticos digitais e aprendizagem de matemática em multimídia digital.

Sergio Bergamaschi

Geólogo pela UFRJ (1988), Especialização em Ensino de Geociências pelo IG- UNICAMP (1994), Mestrado em Geologia pela UFRJ (1992) e Doutorado em Geologia Sedimentar pelo IG-USP (1999). Professor Associado da UERJ, no Departamento de Estratigrafia e Paleontologia da Faculdade de Geologia (DEPA-FGEL), atuando na pesquisa e no ensino de Graduação e Pós-Graduação da FGEL, na área de Geologia Sedimentar